«Andámos 30 minutos a jogar uma peladinha»

Seleção 30-03-2021 21:59
Por Redação

Fernando Santos assumiu alguma frustração com a exibição de Portugal diante do Luxemburgo (3-1). Apesar do triunfo, o selecionador nacional assumiu que o início não foi o esperado.

 

«Jogámos a passo. Andámos 30 minutos a jogar uma peladinha, nada de intensidade nos dois lados do campo. Metemos velocidade uma vez pelo João Cancelo, numa jogada brilhante, aos 25’, de resto foi uma equipa muito amorfa. A qualidade técnica não chega, eu disse isso aos jogadores. Temos de equilibrar na intensidade do jogo. Se só usarmos a qualidade técnica, qualquer adversário nos cria dificuldades. Acordámos, fomos para cima, fizemos o golo e isso foi importante. Eu disse ao intervalo que a única coisa que tínhamos de mudar era a atitude e manter a qualidade. Atenção que por atitude, não estou a dizer que eles não queriam, mas é a paixão do jogo. No segundo tempo ganhámos as bolas todas, metemos intensidade e o Luxemburgo parecia uma equipa diferente. Podíamos ter conseguido um resultado mais volumoso frente a uma equipa que se sabe posicionar em campo», explicou na entrevista rápida.

 

Questionado sobre o motivo de um mau início, Fernando Santos apontou para o congestionamento dos jogos.

 

«Não é fácil jogar de 72 em 72 horas, em que só temos tempo para palestras. Não tenho treinos, fiz muita palestra e não posso estar a massacrar os jogadores. Eles estão de parabéns pelo que fizeram em 60 minutos, foram brilhantes. Temos de manter esta intensidade, ser iguais a nós próprios, com muita paixão e depois a qualidade técnica dos jogadores portugueses vai sempre fazer a diferença», concluiu.

Ler Mais
Comentários (6)

Últimas Notícias

Mundos