Amorim aborda os cenários em que pode sair e diz que já não é «tão ingénuo»

Sporting 01.12.2022 00:08
Por Redação

Com um discurso sempre fértil, Rúben Amorim falou da renovação com o Sporting após a vitória sobre o Farense para a Taça da Liga (6-0). Fê-lo primeiro na flash-interview da Sport TV e depois na sala de imprensa.
 

«Se vamos ter muitos, poucos ou nenhuns resultados, é futebol, o importante é mantermos a ideia e seguirmos o caminho traçado de forma muito clara, consciente de que os resultados é que ditarão o meu futuro, independentemente de ter mais um ou mais três anos de contrato. São três anos de renovação mas tenho de lutar pela vida em todos os jogos, nada muda, a responsabilidade é a mesma e o projeto continua», expressou.


E apontou três cenários para uma eventual saída (primeiro apontou dois e depois somou mais um). «Se sair é pela cláusula [30 milhões de euros] ou para ir para casa por sentir que quero parar. Gosto de estar no Sporting, sinto que ainda há coisas por fazer e melhorar e lutarei com todos os sportinguistas. Já não sou tão ingénuo como há três anos e sei o que se poderá passar, mas se tiver de sair alguém terá de pagar a cláusula, e era bom que acontecesse porque seria sinal de que estávamos a ter sucesso, ou então vou para casa [para parar]. Só sairei dessas duas maneiras ou então despedido, e se for despedido garanto que não vão ter de pagar o contrato todo. Enquanto os sportinguistas e esta Direção quiserem, estarei aqui a lutar pelo Sporting», sublinhou.

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal