Luís Filipe Vieira destaca Roger Schmidt mas deixa vários alertas

Benfica 27.09.2022 21:04
Por Redação

No dia em que o seu livro ‘A verdade de Vieira’ foi posto à venda, o antigo presidente do Benfica esteve na CMTV a falar sobre a atualidade do clube da Luz. Assumiu estar surpreendido com Roger Schmidt, mas também apelou contra a euforia.

«No meu tempo o Benfica teve grandes equipas, por isso conquistou os títulos que conquistou. Este começou agora e é uma verdadeira surpresa o que o treinador está a fazer. Portugal tem grandes treinadores e creio que até houve contactos com um ou dois treinadores portugueses, até que apareceu este treinador. E não há dúvida que tem sido uma agradável surpresa. Gosto do sistema de jogo, que chamamos de massacrar, tem um discurso fácil e, talvez por isso, está a criar um grupo forte. A prova é que há miúdos que são titulares, algo que o Benfica precisava», apontou, logo atirando:

«Dou os parabéns a quem o contratou, está a surpreender-me, mas, por vezes, no Benfica, a euforia faz mal. As pessoas pensam todas que o Benfica já ganhou o campeonato. É uma campanha notável, mas ainda não teve grandes desafios. O campeonato português é muito competitivo e não tenho dúvidas que as equipas pequenas vão tirar pontos aos grandes. E o Benfica já andou a esfregar as mãos com alguns. Mas se mantiver os pés assentes no chão, tem plantel suficiente para ser campeão, apesar de ter de contar sempre com o FC Porto, o Sporting e, também, aquele que eu considero que é o melhor clube a trabalhar em Portugal: o SC Braga.»

Vieira lembrou ainda: «No ano passado, o Benfica tinha os mesmos 21 pontos e quatro de avanço sobre o segundo classificado. O futebol não é como começa, é como acaba. Acho que o Benfica teve grandes equipas, não é qualquer um que chega ao 5.º lugar do ranking de clubes da UEFA, mas não vou distinguir o Benfica do Luís Filipe Vieira e o Benfica do Rui Costa. Agora o trabalho é dele não é meu e estou feliz que o Benfica esteja a ganhar.»

 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias