Mundial de Basquetebol Feminino Australia-2022: Quem consegue vencer a seleção USA? (artigo de Eduardo Monteiro, 81)

Espaço Universidade 23.09.2022 13:48
Por Eduardo Monteiro

O FIBA Women”s Basketball World Cup realiza-se na cidade de Sydney (Austrália), entre 22 de Setembro e 1 de Outubro, no Sydney Sports Center  (5.006 lugares) e no Sydney Super Dome (21.032 lugares). Participam no evento, directamente apuradas, as seleções da Austrália (país organizador) e a seleção dos USA (campeã olímpica).

As outras seleções saíram dos torneios de qualificação efectuados nas cidades de Belgrado (Sérvia) China, Coreia, França, Mali e Sérvia, de Osaka (Japão) Bosnia  Herzegovina, Canadá e Japão e de Washington (USA) Bélgica e Porto Rico. Estas 12 seleções foram divididas em 2 Grupos de 6 equipas para a disputa da fase preliminar que decorrerá entre 22 e 27 de Setembro.
 

Grupo A: Bélgica, China, Bosnia , Porto Rico, Coreia e Estados Unidos.

Grupo B: França, Sérvia, Japão, Mali, Canadá e Austrália.


QUARTOS DE FINAL (eliminatórias - 29 Setembro)

Ficam apuradas para os quartos de final as 4 primeiras classificadas de cada um dos grupos, cujo emparelhamento será feito por sorteio.


MEIAS FINAIS (eliminatórias – 30 Setembro)

As meias finais serão disputadas entre as 4 seleções vencedoras dos encontros dos quartos de final.

Apuramento do 3º e 4º lugar (1 Outubro) – As equipas vencidas decidem o 3º lugar ( medalha de bronze) e a 4ª posição na classificação final.
 

FINAL (1 Outubro) - As seleções vencedoras das meias finais participam no encontro final que decide o título mundial e a conquista das respectivas medalhas de ouro e prata.


Arbitragem a grande conquista das senhoras no Basquetebol


Nos últimos anos, tem havido uma crescente aproximação das jovens para a  arbitragem nas mais diversas modalidades desportivas. A conquista de espaço das jovens  na arbitragem e no desepenho de funções de oficiais de mesa no basquetebol tem sido notável. Temos assistido nos jogos da NBA, a uma progressiva inclusão de senhoras nas equipas de arbitragem. Por sua vez, a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) entendeu, e muito bem, que estava na altura de alterar o critério de seleção das equipas de arbitragem nas competições internacionais. Assim, para este campeonato mundial feminino, convocou 12 senhoras, experientes juízes internacionais: Yasmina Alcaraz (33 anos) Espanha, Kazuco Forsberg (47 anos) Dinamarca, Viola Gyorgyi (36 anos) Roménia, Andreia Siva (42 anos) Brasil, Amy Bonner (50 anos) USA, Maripier Malo (38 anos) Canadá, Blanca Burns (35 anos) USA, Joyce Muchenu (45 anos) Zimbabué, Ozlem Yalman (45 anos) Turquia, Ariadna Moreno (31 anos) Espanha, Yana Nikogossyan (32 anos) Kazaquistão, Sara Elsharnouby (33 anos) Egypto. Quer dizer, 12 senhoras nos 23 convocados, uma bem vinda maioria absoluta.
 

Mensagem de Anika Wells, Ministra do Desporto da Austrália


É com enorme satisfação que dou as boas vindas ao “FIBA Women”s Basketball World Cup 2022”. A Austrália é uma nação desportiva. Temos uma longa e rica história na organização e participação em eventos desportivos internacionais. O Desporto é um meio de união e possibilita as boas relações  entre as diferentes comunidades, a inclusão e a diversidade. Encaminhar mais meninas e jovens para a prática desportiva é uma das minhas prioridades e eventos desportivos desta qualidade são um importante contributo para esse objectivo.
 

O Basquetebol na Austrália tem cerca de 800.000 praticantes, contudo apenas 1/3  pertence ao sexo feminino. A partir dos 15 anos de idade a percentagem desce para os 29%. Cada uma de vós, na qualidade de praticantes da elite do basquetebol feminino, tem a possibilidade de inspirar as nossas crianças e jovens para a manutenção da prática desportiva na modalidade que gostam. Durante os próximos 10 anos, a Austrália vai organizar diversos eventos desportivos femininos, de nível internacional. Este evento é o ponto de partida da designada “GREEN and  GOLD DECADE” que culminará com a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, em 2032, na cidade de Brisbane.
 

Desejo que alcancem os melhores resultados desportivos neste Campeonato Mundial de Basquetebol Feminino e que disfrutem da maravilhosa cidade de Sydney. Boa sorte.


Lewis Carroll, ao escrever “Alice no País das Maravilhas”, tornou célebre a frase dita pelo Gato Cheshire à Alice: “Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”.


Neste caso, a Ministra do Desporto da Austrália (mãe de 3 crianças), escolheu bem o caminho para onde quer ir.
 


Eduardo Monteiro é ex-treinador do SL Benfica e das Seleções Nacionais



         



Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias