Van Gaal chama seis guarda-redes para treinar penáltis e também… um treinador de voleibol

Países Baixos 19.09.2022 23:05
Por Redação

Louis Van Gaal procura estar sempre a inovar e esta pausa dos campeonatos para as datas FIFA não foi exceção.


O selecionador dos Países Baixos chamou inicialmente quatro guarda-redes para os jogos com Polónia e Bélgica, da Liga ads Nações, mas, esta segunda-feira, revelou que convocou mais dois guardiões – Kjell Scherpen (Vitesse) e Justin Bijlow (Feyenoord) – com o objetivo de perceber aqueles que, deste lote de seis, serão os melhores a defender grandes penalidades, já de olho no Mundial-2022.


E para aprimorar as sessões de treino, uma outra novidade: Peter Murphy, antigo selecionador neerlandês de voleibol, irá integrar a equipa técnica de forma temporária para ajudar Van Gaal na análise a este pormenor (que, nas fases finais, muitas vezes se torna um pormaior).


«Temos de treinar esta vertente já porque haverá pouca preparação antes do Mundial. É um detalhe muito importante, muitas vezes os penáltis são absolutamente decisivos nas grandes competições e temos de prestar atenção extra a isto», disse o selecionador, revelando ainda que levará quatro guarda-redes na lista de 26 convocados para a fase final no Catar (os Países Baixos vão defrontar Equador, Senegal e Catar na fase de grupos).


No Mundial-2014, por exemplo, Van Gaal surpreendeu ao trocar de guarda-redes no último minuto do prolongamento do jogo com a Costa Rica, nos quartos de final. Jasper Cillessen foi rendido por Tim Krul e a verdade é que o guardião teve papel decisivo, defendendo dois remates na decisão das grandes penalidades (4-3 para a seleção laranja).





Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias