Black Bulls faz das tripas coração, vence, e sobe para o segundo posto

Moçambique 15.08.2022 11:52
Por Alexandre Zandamela, Maputo

Em duas ocasiões, esteve a perder. Curiosamente, no seu terreno. Perante um Ferroviário de Nacala atrevidíssimo, lançando o espectro de vitória em pleno Tchumene, o Black Bulls teve de fazer das tripas coração para conquistar um precioso triunfo por 3-2, projectando-se para a segunda posição do Campeonato Moçambicano de Futebol da 1ª Divisão, que este domingo rodou a oitava jornada. 


O conjunto treinado pelo português Inácio Soares deixou-se surpreender ainda madrugada, quando Soares, aos cinco minutos, inaugurou o marcador para os locomotivas de Nacala. Aos 28 minutos, o senegalês Kadre empatou para o Black Bulls, só que, dois minutos depois, viu novamente o seu adversário em vantagem no marcador, através de Shelton.

Numa partida praticamente de parada e resposta, o campeão moçambicano tirou proveito de um infortúnio do defesa Mayunda, que aos 31 minutos marcou na sua própria baliza, para chegar ao segundo empate (2-2). 


Na etapa complementar, e com o Ferroviário de Nacala, surpreendentemente, a não desistir de procurar a vitória em terreno alheio, o Black Bulls chegaria ao 3-2 aos 62 minutos, por intermédio de Victor, num jogo em que, no seu final, o técnico Inácio Soares reconheceu como tendo sido «bastante complicado».


De vento em popa continua a União Desportiva do Songo, no comando de forma invicta. Na recepção ao sensacional Ferroviário de Nacala, ganhou por apenas uma bola sem resposta, mercê do tento do infalível Lau King, a nova coqueluche de Chiquinho Conde nos Mambas.


No caldeirão do Chiveve, também assistiu-se a um desafio bastante intenso e com quatro golos. Na primeira derrota do Costa do Sol no presente Moçambola, o Ferroviário da Beira ganhou por 3-1, após uma interessante reviravolta. Os canarinhos adiantaram no marcador logo aos dois minutos, por Danilo II, porém, para gáudio dos beirenses, Edson (8’), Ling (42) e Jafete (78’) encarregaram-se de construir um triunfo que relançou o Ferroviário na corrida ao título.

Também o Ferroviário de Maputo vê as suas contas novamente nos eixos. A jogar no Estádio da Machava, venceu o homónimo de Nampula por 1-0, golo de Mário, aos cinco minutos.


Os locomotivas da capital nortenha não contaram no banco técnico com o português Nélson Santos, à semelhança do Ferroviário de Maputo, semana passada, quando viajou para Nacala sem o belga Jean Losciuto. E o motivo é o mesmo: regularização dos documentos de residência em Moçambique.


Nas outras duas partidas, Associação Desportiva de Vilankulo recebeu e bateu Liga Desportiva de Maputo por 2-0, golos de Sibale e Victor, enquanto Incomáti de Xinavane e Matchedje de Mocuba, os dois últimos classificados, empataram a zero.   


Resultados da 8ª jornada:

UD Songo-Ferroviário de Lichinga                            1-0

Black Bulls-Ferroviário de Nacala                             3-2

Ferroviário da Beira-Costa do Sol                              3-1

Ferroviário de Maputo-Ferroviário de Nampula        1-0

AD Vilankulo-Liga Desportiva de Maputo                2-0

Incomáti de Xinavane-Matchedje de Mocuba            0-0


Classificação: UD Songo 22 pontos, Black Bulls 15, Costa do Sol 15, Ferroviário de Maputo 14, Ferroviário de Nampula 14, Ferroviário da Beira 12, Ferroviário de Lichinga 11, Ferroviário de Nacala nove, AD Vilankulo nove, Liga Desportiva de Maputo cinco, Incomáti cinco e Matchedje de Mocuba dois pontos.

Ler Mais

Últimas Notícias