Ronnie, Judd, Selby e Neil no novo Mundial de Pares Mistos

Snooker 01.07.2022 14:45
Por António Barroso

Os quatro melhores e as quatro melhores ases do snooker mundial vão disputar o Mundial de Pares Mistos, novo torneio de pares do ‘tour’ na época 2022/23, que a World Snooker anunciou com pompa e circunstância para 24 e 25 de setembro do corrente ano na Marshall Arena, em Milton Keynes (Inglaterra).


Na prova por convite - e que terá, para já, transmissão televisiva só para o Reino Unido (ITV) - oito ídolos do pano verde estão já confirmados: os ingleses Ronnie O’Sullivan (heptacampeão mundial e N.º 1 do ranking), Judd Trump (N.º 2 da hierarquia e campeão mundial em 2019) e Mark Selby (N.º 3 do ranking e tetracampeão mundial), além do australiano Neil Robertson (N.º 4 do ranking e campeão mundial 2010) em masculinos.


Eles terão por parceiras – ainda a sortear, enquanto o montante de prémios a distribuir é omisso - a inglesa Reanne Evans (12 títulos de campeã mundial), Ng On Yee (de Hong Kong, tricampeã mundial) a tailandesa e atual campeã do Mundo, Nutcharut Wongharutai, e a inglesa Rebecca Kenna, quarta do ranking feminino. Pedir melhor era impossível para uma inovadora ‘guerra dos sexos’.


A prova terá, primeiro, uma fase de grupos. Cada jogo terá quatro ‘frames’, e cada equipa soma um ponto por cada parcial ganho à mesa.


Os dois primeiros seguem para a final, que será jogada por cada um dos elementos da equipa individualmente à vez - e não um a tacar após o outro, na mesma entrada -, em cada um dos ‘frames’, às 13 e 19 horas locais (mesma hora em Portugal continental), sendo garantida ‘guerra dos sexos’, com os homens a defrontarem, sempre, o elemento feminino da outra equipa a solo.


É a primeira prova mista que os fãs poderão ver em direto na TV em 31 anos: desde 1991 que um torneio de pares mistos não era transmitido, quando os ingleses Steve Davis e Allison Fisher venceram em Hamburgo (Alemanha). A final da prova em Milton Keynes já será jogada à melhor de sete ‘frames’, até uma equipa vencer quatro (de 4-0 a possíveis 4-3).


«É um momento muito significativo para o snooker, um jogo para todos, independentemente da idade, género e nacionalidade, e prova o potencial global do seu crescimento», afirmou Steve Dawson, Chairman da World Snooker, citado no site da organização.


«Não há razões para homens e mulheres não competirem em pé de igualdade à mesa e enche-nos de orgulho haver quatro senhoras a disputar o circuito profissional em 2022/23. Jogos de pares mistos criam uma diferente e fascinante», sublinhou o responsável do circuito profissional de snooker.


Quarteto em frente na Championship League


Mesmo com datas ainda provisórias e torneios sujeitos a mudarem de palco e cenário no calendário época 2022/23 está já, em curso e arrancou na Morningside Arena, de Leicester, com a Championship League, ganha pelo escocês John Higgins em 2021, a distribuir 328 mil libras (382 mil euros) de prémios a decorrer desde 29 de junho até dia 29 do corrente mês, e já quatro qualificados para a segunda de quatro fases da prova por grupos.


O torneio, com grupos de quatro jogadores e jogado em quatro ‘frames’ (salvo se um jogador vencer logo os três parciais inaugurais, 3-0) – e que distribui 3 mil libras (€3496) ao vencedor de cada agrupamento, £2 mil (€2330) ao segundo colocado e £1000 (€1165) ao terceiro classificado – tem já quatro qualificados para a segunda fase.


São eles o chinês Zhao Xintong, o irlandês Aaron Hill e os ingleses Robert Milkins e Anthony Hamilton.


Milkins venceu o Grupo 24, no qual bateu Sanderson Lam (3-0) e Allan Taylor (3-1) além de uma igualdade ante Andy Hicks (2-2). Já o irlandês triunfou no Grupo 13, em que uma vitória sobre Craig Steadman (3-0) e dois empates (2-2), ante David Grace e Ben Hancorn, chegaram para vencer o seu agrupamento.


Quanto a Zhao Xintong, o chinês e vencedor do UK Championship 2021 confirmou o favoritismo no Grupo 4: 3-0 a Adam Duffy e Hammad Miah, e 3-1 ante o inglês Michael Holt.


Por último, também o veterano inglês Anthony Hamilton festejou na quinta-feira o seu 51.º aniversário da melhor forma, vencendo o Grupo 31 graças a triunfos sobre Steven Hallworth (3-0) e Noppon Saengkham (3-1), além de um empate (2-2) ante o compatriota Ashley Hugill.


Esta sexta-feira, jogam-se em Leicester, sempre à porta fechada, os Grupos 10 – composto pelo belga Luca Brecel, pelo chinês Zhao Jianbo e pelos ingleses Oliver Brown e Robbie Williams – e o Grupo 29, onde figuram os chineses Lu Ning e Chen Zifan e os ingleses John J. Astley e Oliver Lines.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias