«Foi o primeiro ano de Universidade»

Vizela 20-05-2022 11:46
Por Nuno Viera

Garantida a permanência inédita na Liga, na sequência do empate (1-1), com o Marítimo, na 33.ª jornada, a 8 de maio, em casa, o treinador do Vizela, Álvaro Pacheco fez um balanço da época, em entrevista a A BOLA.

 

«Depois de conquistarmos a permanência saiu-nos um peso tremendo das costas. Sem dúvida! Era um objetivo fundamental, para o clube, concelho e cidade», assinalou, confiante que o Vizela vai consolidar-se no principal escalão em 2022/23.

 

«O objetivo é esse. Para uma equipa que esteve tantos anos fora da Liga manter-se não é fácil. Na próxima temporada tentaremos consolidar a nossa posição. É importante fazermos uma reflexão e perceber em que podemos crescer para ficarmos mais próximos das equipas de topo do futebol nacional. Este foi o primeiro ano de universidade», assinalou.

 

Questionado se a sua forma de trabalhar e atitude trouxe algo de novo ao futebol português, disparou.

 

«Fui eu próprio, um apaixonado por futebol. Amo o que faço, gosto de ser feliz e tento transmitir essa felicidade a quem está comigo. Se o telefone tocou nos últimos dias? Se falarem de algo para me fazer sair… nem pensar! Este é um projeto que temos vindo a construir nos últimos anos e acredito que o melhor ainda está para vir.

 

Sobre uma possível renovação, sublinhou.

 

«Nunca falei com o presidente sobre isso, mas não tenho dúvidas de que será uma questão de tempo. Olho para o projeto, para quem o lidera e para a ambição que aqui existe, além de as pessoas saberem qual o caminho a percorrer. Vai demorar, mas não tenho dúvidas de que o Vizela vai chegar a esse patamar», concluiu.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Mundos