«Nunca me senti tão desrespeitado, humilhado e desiludido»

Leixões 25-01-2022 20:14
Por Redação

 

O avançado Adewale Sapara, do Leixões, veio a público relatar «o maior desrespeito» sentido na sua carreira, depois de um adepto do emblema de Matosinhos lhe ter cuspido para a cara, após o empate com o Chaves (1-1).

 

«O futebol para mim é das maiores bênçãos que alguma vez tive mas, por outro lado, consegue ser muito injusto e ingrato. Não é segredo nem novidade para ninguém o desrespeito que há muitas vezes para com os jogadores, mas ontem, fui alvo do maior desrespeito em toda a minha carreira até ao momento», começou por escrever o jogador.

«No jogo de ontem frente ao GD Chaves, o resultado pode não ter sido o esperado mas eu considero que tive um bom desempenho e sei que quem viu e acompanhou o jogo pode concordar. No final do jogo, um adepto do Leixões dirigiu-se a mim e atacou-me cuspindo-me na cara sem motivo válido nenhum (sem esquecer que estamos todos os dias a lutar contra uma pandemia que não nos quer dar tréguas). Nunca me senti tão desrespeitado, humilhado e desiludido como ainda me sinto agora, o Leixões tem uma enchente de adeptos fantásticos, mas ontem também aprendi que tem adeptos ingratos e sem noção.»

Sapara disse ainda que os responsáveis do clube estão ao corrente do incidente, para que se apurem responsabilidades, e pediu «mais empatia e respeito para com os jogadores».

 

Ler Mais
Comentários (11)

Últimas Notícias

Mundos