Leixões repudia insultos e promete identificar culpados

Leixões 25-01-2022 13:50
Por Redação

O final do jogo entre Leixões e Chaves, que terminou empatado a um golo, ficou marcado negativamente por comportamentos violentos de alguns adeptos do clube de Matosinhos para com a própria equipa, atualmente no 12.º lugar da Liga 2.

 

Os responsáveis do Leixões reagiram já esta terça-feira, em comunicado, denunciando que o avançado Adewale Sapara «foi insultado e cuspido por alguns adeptos».  «Vamos identificar os autores deste lamentável incidente, agir criminalmente e proibir a entrada no Estádio do Mar», promete-se.

Eis o comunicado:

 

«A Leixões SC – Futebol, SAD vem por este meio repudiar e lamentar o comportamento de alguns adeptos no final do jogo de ontem, com o GD Chaves, em que o nosso jogador Adewale Sapara foi vítima de atitudes que têm de, uma vez por todas, ser banidas do desporto e da sociedade.

Ontem, já no exterior do Estádio do Mar, Sapara foi insultado e cuspido por alguns adeptos que se dizem leixonenses. Juntamente com as autoridades, estamos a analisar as imagens gravadas no sistema de vigilância e vamos agir em conformidade para acabar com atitudes racistas e xenófobas como as que se assistiram ontem.
 

Não permitiremos, jamais, que tais atitudes voltem a acontecer no Leixões. Por isso, vamos identificar o(s) autor(es) deste lamentável incidente, agir criminalmente e proibir a entrada no Estádio do Mar. Não permitiremos, de forma alguma, este tipo de comportamentos.
 

Aceitamos, como sempre, as críticas dos sócios e adeptos. Contudo, não permitiremos que coloquem em causa o bem-estar e integridade física dos nossos profissionais. Seja ele qual for.
 

O Leixões SC é conhecido pelo fervor e entusiasmo dos seus adeptos e não pode ver o seu bom nome colocado por alguns, felizmente muito poucos, que não se sabem comportar. O que se passou ontem não é o Leixões.»

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias