André Horta e o recorde que o irmão tem na mira: «Se puder ser ele a marcar os golos está perfeito»

SC Braga 02-12-2021 13:14
Por Pedro Cadima

André Horta foi um dos jogadores disponibilizados pelo SC Braga em Open Day. O médio, de 25 anos, reapareceu em grande estilo no onze, assinando bela exibição diante do Vizela. Partilhou a sua satisfação pelo momento e deu conta que está mentalizado que pode continuar a ajudar.


«Sinto-me, aliás, sinto-me bem desde o início da época. Provei isso em campo nos jogos que fui fazendo. Sempre que joguei estive bem. Tive um período que passei a jogar menos, deixei de ser titular, a sair mais do banco. Mas são decisões, trabalho sempre para jogar. O mister entendeu que seria a melhor opção neste jogo e voltei a estar bem», frisou André Horta, expressando máxima confiança nas suas qualidades e na capacidade de resposta do SC Braga, mesmo quando o calendário mais aperta como agora, face a jogos com Estoril e FC Porto para a Liga, mas também frente ao Estrela Vermelha para a Champions e Boavista para a Taça da Liga.


«Estamos habituados a isso, felizmente o SC Braga nos últimos anos tem estado sempre em todas as competições e a disputá-las até ao fim. O ano passado, por causa da pandemia, eram jogos de dois em dois dias, ou de três em três. Como jogadores preferimos assim, intervalos curtos é melhor para nós. Todos os jogos são decisivos neste clube, temos de ganhar todos os jogos», avisou André Horta.


«É uma série forte de jogos, dois temos mesmo de ganhar diante do Estrela Vermelha e Boavista.  Somos uma equipa muito ofensiva, temos de saber gerir essa dinâmica ofensiva e sermos equilibrados atrás. Acho que temos conseguido isso, houve só um jogo que correu menos bem, mas foi um acidente de percurso. Mas continuar a tentar fazer golos e não sofrer», registou.


André Horta partilhou a sua felicidade pelo extraordinário momento do irmão Ricardo Horta, perto de se fazer o maior goleador da história do clube.


«Muito feliz! Se puder ser ele a marcar os golos todos da equipa está perfeito, desde que vá dando para ganhar sempre. É uma recompensa ao trabalho que está a fazer, são seis épocas no clube, é o nosso capitão e tem demonstrado toda a qualidade no campo. Só posso dizer obrigado!»

 

André Horta desvalorizou alguns reparos à consistência do SC Braga.«Saíram jogadores importantes para nós como o Esgaio e o Paulinho. No início da época tivemos jogos em que a bola não queria entrar. Há resultados menos bons, tivemos alguns empates que fazem com que as pessoas pensem que a equipa está inconstante. Não acho que exista falta de dinâmica ou o que quer que seja», explicou.

Ler Mais
Comentários (10)

Últimas Notícias