Fábio Pimenta como... Haaland

Campeonato Portugal 13-11-2021 10:32
Por Pedro Cadima

Aos 33 anos, a profissão de matador está mais segura e fiável do que nunca, uma arte percorrida em muitos relvados, absorvendo místicas, balneários e diferentes campeonatos, ofício sempre igual jogue-se nos distritais ou no topo. Mas os números é que ficam para pintar a história daqueles que se fazem heróis dentro da sua realidade.

Fábio Pimenta é um ponta de lança que veste a pele de Ronaldo ou Messi dos melhores anos, ou de Haaland, na atualidade - 27 jogos e 29 golos no Red Bull Salzburgo e 69 jogos e 70 golos no Dortmund -, fazendo do Campo do Cruzeiro, em Ponte de Lima, uma fita de sonho para o mais fervoroso limiano. Tem conseguido aquilo que poucos sonham lograr, possuir mais golos que jogos feitos num período continuado.

São 27 golos em 26 jogos, razão suficiente para desbravar segredos e sensações de um jogador em tamanha maré triunfal. O avançado nascido em Barcelos tem o Minho como pátria da sua fome goleadora e na mudança de Merelim para Ponte de Lima ativou o seu pico de motivação, desafiado pela longa paragem determinada pela pandemia. Fábio conta tudo… e até nos deixa exaustos.


«É um momento marcante, mas a única explicação que encontro é a mentalidade com que abracei o convite do Limianos e me associei a este projeto. Apenas disse que era para vencer, vencer e vencer. Com as implicações da pandemia posso dizer que me treinei como nunca me treinei. Fiz 200 quilómetros por mês em corridas. Subia e descia o monte, corria, andava de bicicleta e fazia exercícios de reforço», atesta Fábio Pimenta, desenvolvendo mais o seu hercúleo esforço.


«Sabia que com 31 ou 32 anos, se não fizesse nada, seria a morte. Ficar sem me treinar um ano era impossível. O cenário de pandemia colocou esse problema a muitos nos campeonatos secundários. Assim sendo, dediquei-me, subia e descia o monte com inclinação de 400 metros todos os dias», revela o ponta de lança, recuando ao convite que o fez ser decisivo na 1.ª Divisão da AF Viana do Castelo, acabando com 19 golos em 17 jogos. Agora, no Campeonato de Portugal, ostenta 8 em 9.
 

Leia a reportagem completa na edição impressa ou na edição digital de A BOLA 

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias