Treinador despedido por recusar vacina

Futebol Americano 19-10-2021 11:45
Por Redação

Nick Rolovich, 42 anos, foi demitido do cargo de treinador da equipa de futebol americano da Universidade de Washington (WSU), após se ter recusado cumprir a diretriz que obriga à vacinação de todos os trabalhadores naquele estado serem vacinados contra a Covid-19.

O treinador, que ganhava 3,1 milhões de dólares por ano (cerca de 2,6 milhões de euros), sendo o empregado mais bem pago da WSU, ainda alegou motivos religiosos para não ser vacinado, mas acabou mesmo por ser despedido.

«Respeito que cada indivíduo - incluindo treinadores, funcionários e alunos/atletas - pode tomar a sua própria decisão em relação à vacina Covid-19. Não vou comentar mais sobre minha decisão», disse Nick Rolovich, após ter sido anunciado a sua saída.

A WSU fez entretanto saber que 90 por cento dos seus empregados estão vacinados, assim como 97 por cento dos seus alunos/atletas.

 

Ler Mais
Comentários (2)

Últimas Notícias