Antiga ministra do trabalho e Embaixadora de Angola sai da cadeia

Moçambique 21-09-2021 17:14
Por António Mavila

A antiga ministra do Trabalho e ex-embaixadora de Moçambique na República de Angola foi restituída à liberdade, mediante termo de identidade de residência. A antiga governante está em liberdade após dois anos em prisão preventiva, acusada no envolvimento no desvio de mais de 134 mil euros do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS).
 

A libertação de Maria Helena Taípo aconteceu depois dos advogados de defesa terem interposto vários recursos e que finalmente o Tribunal Superior de Recurso decidiu em tirar fora das grades a antiga governante.
 

Os advogados de Maria Taípo confirmam a soltura e que a decisão da sua liberdade foi em resposta a um pedido de habeas corpus, submetidos junto ao Tribunal Superior de Recurso em Dezembro do ano passado.

«Ela vai aguardar julgamento em liberdade», disse um dos advogados.
 

Os factos remontam a 2014, quando Taípo era ministra do Trabalho, instituição que tutela o INSS, sendo que só em abril de 2019 o Gabinete Central de Combate à Corrupção decidiu pela prisão da ex-governante.


Este caso, além de Maria Helena Taípo, envolve outros 12 arguidos. Maria Helena Taípo que na sua governação foi conhecida como dama de ferro, foi também governadora da província de Sofala, antes de rumar para Angola.


 

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos