«Esta é a nossa realidade, é o que há»

Barcelona 14-09-2021 23:49
Por Redação

No final do jogo com o Bayern Munique, Gerard Piqué, capitão do Barcelona, não poupou nas críticas aos adeptos pelas vaias que lançaram aos jogadores, nomeadamente os assobios a Sergi Roberto que atuou adaptado. «Os assobios ao Sergi Roberto magoaram-me muito. Gostava de recordar às pessoas que ele é um médio e não um extremo e teve de se sacrificar para atuar naquela posição. As pessoas são livres de se expressar, mas os assobios não ajudam.»

 

E, após a derrota por 3-0 com os bávaros, Piqué prosseguiu, em declarações à televisão espanhola: «Eu conheço a pessoa, ele é um ser humano espectacular e o que mais quer é que este clube tenha sucesso.»

 

Segundo o central, o resultado é desolador, mas nem tudo foi mau: «O resultado é muito pesado, sobretudo em casa. Mas, olhando para o jogo, na primeira parte, lutámos de igual para igual e o golo deles foi fortuito, com um ressalto. Depois, o 2-0 deixa-nos abatidos. Mas entraram jogadores de 18 anos, a equipa deu a cara, competiu. É o que há, somos o que somos. Agora espero que surjam mais jogadores jovens como esta noite.»

 

Questionado sobre o futuro do Barça, Piqué acredita que a equipa pode evoluir: «É uma temporada complicada, mas temos uma base para continuar a crescer. Vamos ver. Temos jogadores como o Ansu [Fati] e Kun [Sergio Aguero] que podem ajudar-nos a melhorar. Neste momento, não estamos entre os favoritos para a Champions League, mas também já estivemos entre os favoritos e não foi por isso que vencemos. O futebol muda muito, são estados de espírito. Neste jogo, surgiram quatro ou cinco jovens de 18 anos. Esta é a nossa realidade. Não me quero desculpar. Somos o Barça. Vamos ver como vamos estar no final da época.»

Ler Mais
Comentários (14)

Últimas Notícias