Nani fala do Sporting e de Cristiano Ronaldo

Estados Unidos 13-09-2021 19:22
Por Redação

O internacional português Luís Nani, que joga atualmente no Orlando City, deu uma entrevista exclusiva à Eleven, onde, entre diversos temas, falou sobre a participação do Sporting na Champions League, o regresso de Ronaldo ao Manchester United e, também, sobre a época que está a realizar no Orlando City.

 

Sobre a participação do Sporting na Champions: «O Sporting tem feito um excelente trabalho nos últimos anos. Está a crescer, está a voltar a ser o Sporting do passado. É bom saber que o Sporting voltou à Champions League, porque para mim sempre foi um clube de Champions dada a sua grandeza. Fico muito feliz por ver este regresso e tenho a certeza de que vão fazer muito boa figura na competição.»

 

Sobre o regresso de Ronaldo ao Manchester United: «Foi o normal. É o que lhe digo sempre quando faz estas coisas. Acho que não há que ficar espantado, porque já são muitos anos a conviver com ele, a compartilhar campo e balneário, e só mesmo quem jogou com ele sabe do que é capaz. É um jogador muito diferente de há uns anos atrás, mas que nasceu para fazer golos e que a qualquer momento vai fazer golo. Não sabemos de que forma, mas vai concretizar. Não só não me surpreendeu como até podia ter feito mais! Felicitei-o por mensagem, porque há que lhe dar os parabéns, porque não deixa de ser um campeão, apesar de tudo aquilo que já conquistou, do jogador que se tornou, do nome que tem. Apesar de tudo aquilo que já fez no futebol, não deixa de impressionar, de correr atrás, de dar que falar e de continuar a demonstrar o seu valor.»

 

«Acredito que vai fazer muita coisa boa juntamente com o Bruno Fernandes, Pogba e todas aquelas estrelas que jogam no Manchester United. Vão ajudá-lo, porque ele precisava de uma equipa que lhe pudesse também, nesta fase da sua carreira, dar um empurrão noutro sentido. Ele vai precisar de uma energia por trás que o possa cobrir em certos momentos, defender e ajudá-lo a chegar com a bola mais perto da baliza, porque, nesses momentos, ele é mortífero.»

O extremo de 34 anos abordou ainda a época que está a realizar no Orlando City, dos Estados Unidos: «Estou muito feliz por esta época, as coisas têm corrido bem desde o início, e é verdade, tudo devido a muito trabalho, dedicação, muito tempo perdido comigo mesmo a recuperar o corpo, a preparar o corpo para estar sempre ao mais alto nível. Muitas vezes é complicado pela exigência do campeonato e do calendário, pois tem sido muito intenso com jogos muito em cima uns dos outros.»

 

 

Ler Mais
Comentários (19)

Últimas Notícias

Mundos