Muitas dúvidas no caminho para a Volta

Ciclismo 21-07-2021 08:55
Por Fernando Emílio

A duas semanas do arranque da 82.ª Volta a Portugal em bicicleta (4 a 15 de agosto), o Troféu Joaquim Agostinho, concluído domingo com Frederico Figueiredo (Efapel), vencedor da geral, pontos e de etapa, e José Fernandes (W52-FC Porto), 2.º e também vencedor de etapa, como figuras, deixou no ar mais duvidas do que certezas sobre a preparação das equipas para a grande festa do ciclismo nacional.

 

Se Efapel e W52-FC Porto estiveram muitos furos acima, mesmo com os primeiros a deixarem em casa António Carvalho, Luís Mendonça, Rafael Reis e Maurício Moreira, e os dragões a apresentarem já o bloco base para a Volta, o qual deverá ser reforçado por Daniel Mestre, as demais suscitam incerteza.

 

Na Radio Popular-Boavista, João Benta, 5.º, foi o melhor elemento, tendo Gonçalo Carvalho, Tiago Machado e Alberto Gallego em bom plano, o mesmo acontecendo com Tiago Antunes (6.º) e Joaquim Silva (7.º) na Tavfer. Na Atum General-Tavira, Alejandro Marque (19.º) e Gustavo Veloso (41.º) estiveram longe do esperado, à semelhança de Vicente de Mateos (61.º) na Antarte-Feirense, na qual o melhor, num percurso para trepadores, foi o sprinter Rafael Silva (16.º).

 

Leia o artigo completo na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias