Evandro recorda «jogo perfeito» frente ao Sporting

Rio Ave 04-05-2021 10:16
Por Pedro Cadima

São quatro as vitórias do Rio Ave sobre o Sporting em Vila do Conde para a Liga, mas há uma absolutamente incomparável, lograda em 2003/2004. Os vila-condenses amassaram a equipa leonina, então treinada por Fernando Santos, com uma inspiração avassaladora: 4-0! Pelo conjunto de Carlos Brito brilhou Evandro, com dois golos e duas assistências. O possante avançado, que usava um estranho número 4, esteve dez épocas em Portugal, todas no Rio Ave, por quem marcou 78 golos, marca ainda imbatível na história do clube.


«Vivi momentos muito bons e outros maus, como as descidas. Mas esse jogo com o Sporting vai figurar sempre entre as melhores memórias. Esse foi o meu jogo perfeito! Dois golos e duas assistências frente a uma equipa como a do Sporting... Foram muitas jogadas que desequilibraram o rival. Ao lado desse jogo só mesmo o de Santa Maria da Feira, o da subida [2007/2008, 1-1], no qual eu, já  velhote, marquei o golo decisivo. Fiquei para sempre como herói da Feira. São dois momentos que me representam», atesta o antigo avançado, hoje com 47 anos, sofrendo pelos riscos classificativos por que passa o Rio Ave.


Coentrão quer salvar o clube
Evandro mostra-se também atento à mais-valia trazida por Fábio Coentrão, que evitou recentemente contas mais incómodas, salvando derrotas diante do Boavista e Paços Ferreira. Começaram por ser companheiros em 2005/2006, tinha o esquerdino 18 anos.


«Foi um garoto que eu vi crescer dos juvenis até passar a profissional. Fez uma carreira internacional, jogou com os melhores do mundo, disputou mundiais e foi campeão europeu pelo Real Madrid. Voltou a Vila do Conde para defender o seu clube e nem parece que tem todo esse currículo. Segue igual, apaixonado pelo Rio Ave, quer o melhor e nos momentos decisivos tem aparecido e puxado a responsabilidade de atleta de grande nível que ainda é. Mostra aos outros que estar no top não é tudo. Está apostado em salvar o Rio Ave e penso que tem contagiado os colegas», elucida.

 

Leia mais na edição impressa ou digital de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias