Hamilton vence corrida caótica e iguala Verstappen

Fórmula 1 05-12-2021 21:49
Por José Caetano

Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio da Arábia Saudita e igualou Max Verstappen, segundo em Jeddah, nas contas do campeonato! O britânico, que somou o ponto de bónus pela volta mais rápida, levou a melhor após 50 voltas frenéticas. Provam-no as duas bandeiras vermelhas, as três partidas, os quatro Safety Car Virtuais e, ainda, as duas intervenções do Safety Car!

Antecipava-se corrida complicada em Jeddah, numa corrida noturna num circuito citadino novo, entre muros, acelerando-se a altíssima velocidade entre 27 curvas, muitas cegas! Os pilotos elogiaram-no pela espetacularidade, mas também alertaram para os perigos... E as expectativas confirmaram-se com duas bandeiras vermelhas nas primeiras 15 voltas da penúltima ronda do campeonato na origem de duas partidas suplementares que provocaram cambalhotas incríveis na classificação, entre os homens da frente.
 

No primeiro arranque, sem incidentes, Hamilton e Bottas assumiram o comando à frente de Verstappen, colocando a Mercedes no controlo das operações. À volta 10, despiste de Mick Schumacher (Haas) obrigou Michael Massi, diretor da corrida, a parar a ação, após algumas voltas atrás do Safety Car, para reparar as barreiras de proteção, danificadas.
 

Nesse momento, a Red Bull-Honda, que tinha arriscado não parar Max Verstappen para cumprir a mudança obrigatória de pneus, celebrou… Como Hamilton e Bottas passaram pelas boxes da Mercedes, o líder do campeonato assumia a primeira posição na grelha de partida, com Pirelli novos montados na pausa na corrida, ação de acordo com os regulamentos. Um volte-face inesperado no grande prémio, com os austríacos à frente dos alemães!

 

No segundo arranque, Hamilton mais rápido do que Verstappen, britânico à frente do rival na corrida ao título, mas Max ultrapassou-o por fora da pista, o que não é admitido e, adicionalmente, bloqueou-o para manter a primeira posição. Mais atrás, o caos, com Pérez, Mazepin e Russell envolvidos em acidente que parou a corrida outra vez. Masi, reagindo aos incidentes na curva 1, propôs a Red Bull-Honda que devolvesse os lugares ganhos de forma irregular, com os austríacos a aceitarem-no, o que colocava Verstappen na terceira posição, atrás de Lewis e de Esteban Ocon, que estava na liderança, surpreendentemente.
 

No terceiro arranque, aproveitando a aderência extra dos pneus médios no Red Bull, Verstappen, com momento de pilotagem prodigioso, acelerou da terceira posição para a primeira! Hamilton acabou por passar Ocon e, ainda antes da metade da corrida, ficou sozinho com Max na luta pela vitória, como aconteceu na maioria das rondas do campeonato de 2021. Em Jeddah, ambiente tenso… Compreensivelmente, pois a luta acabou em confronto!
 

Hamilton, na primeira tentativa de ultrapassagem a Verstappen, foi bloqueado por Max e Masi exigiu à Red Bull a devolução da posição ao piloto da Mercedes. O neerlandês cedeu a passagem, mas reduziu a velocidade de forma brusca e Lewis abalroou-o! Felizmente, os dois monolugares continuaram em pista e, pouco depois, após anúncio de investigação da ação após o final da corrida, repetição da instrução, que Verstappen cumpriu de forma a regressar ao comando de imediato… A direção da corrida não validou a manobra e o neerlandês viu-se obrigado a ceder de vez no combate e a entregar a vitória ao britânico.
 

Hamilton ganhou pela 103.ª vez na Fórmula 1 (8.ª em 2021), com os dois pilotos a encontrarem-se nos dois primeiros lugares do pódio pela 13.ª vez na temporada – sete vitórias de Lewis, seis de Max! Bottas, com a bandeira de xadrez à vista, terminou na 3.ª posição e conquistou (mais) 15 pontos importantes para a Mercedes, que luta com a Red Bull pelo título de construtores (os alemães, recordem, perseguem o 8.º consecutivo!). Que grande prémio!

Pela primeira vez desde 1974, dois pilotos apresentam-se na corrida final do Mundial em igualdade pontual. Então, aconteceu com Emerson Fittipaldi (McLaren) e Clay Regazzoni (Ferrari), com o brasileiro a ganhar o título em Watkins Glen, nos EUA.
 

Classificações

1.º Lewis Hamilton, Mercedes, 2:06.15,118 horas

2.º Max Verstappen, Red Bull-Honda, +11,825 s*

3.º Valtteri Bottas, Mercedes, +27,531 s

4.º Esteban Ocon, Alpine-Renault, +27,633 s

5.º Daniel Ricciardo, McLaren-Mercedes, +40,121 s

6.º Pierre Gasly, AlphaTauri-Honda, +41,613 s

7.º Charles Leclerc, Ferrari, +44,475 s

8.º Carlos Sainz Jr., Ferrari, +46,606 s

9.º Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo-Ferrari, +58,505 s

10.º Lando Norris, McLaren-Mercedes, +1.01,358 m

11.º Lance Stroll, Aston Martin-Mercedes, +1.17,212 m

12.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +1.23,249 m

13.º Fernando Alonso, Alpine-Renault, +1 volta

14.º Yuki Tsunoda, AlphaTauri-Honda, +1 volta**

15.º Kimi Räikkönen, Alfa Romeo-Ferrari, 1 volta

Volta mais rápida: Lewis Hamilton, em Mercedes, com 1.30,734 m na volta 47, à velocidade média de 244,962 km/h
 

Próximo Grande Prémio: Abu Dhabi, no Yas Marina, no dia 12
 

*Penalização de 5 segundos por ultrapassagem fora dos limites da pista

**Penalização de 5 segundos por provocar uma colisão

 

MUNDIAL DE PILOTOS

1.º Max Verstappen, 369,5 pontos

2.º Lewis Hamilton, 369,5 pontos

3.º Valtteri Bottas, 218 pontos

4.º Sergio Pérez, 190 pontos

5.º Charles Leclerc, 158 pontos

6.º Lando Norris, 154 pontos

7.º Carlos Sainz Jr., 149,5 pontos

8.º Daniel Ricciardo, 115 pontos

9.º Pierre Gasly, 100 pontos

10.º Fernando Alonso, 77 pontos

11.º Esteban Ocon, 72 pontos

12.º Sebastian Vettel, 43 pontos

13.º Lance Stroll, 34 pontos

14.º Yuki Tsunoda, 20 pontos

15.º George Russell, 16 pontos

16.º Kimi Räikkönen, 10 pontos

17.º Nicholas Latifi, 7 pontos

18.º Antonio Giovinazzi, 3 pontos

19.º Mick Schumacher, 0 pontos

20.º Robert Kubica, 0 pontos

21.º Nikita Mazepin, 0 pontos

 

MUNDIAL DE CONSTRUTORES

1.º Mercedes, 587,5 pontos

2.º Red Bull-Honda, 559,5 pontos

3.º Ferrari, 307,5 pontos

4.º McLaren-Mercedes, 269 pontos

5.º Alpine-Renault, 149 pontos

6.º AlphaTauri-Honda, 120 pontos

7.º Aston Martin-Mercedes, 77 pontos

8.º Williams-Mercedes, 23 pontos

9.º Alfa Romeo-Ferrari, 13 pontos

10.º Haas-Ferrari, 0 pontos

 

Ler Mais
Comentários (16)

Últimas Notícias