Final em Wembley em risco: PM diz que «saúde está primeiro»

Euro - 2020 18-06-2021 19:44
Por Redação

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson reafirmou esta sexta-feira que a prioridade do seu governo é a saúde pública, quando confrontado com o facto de estar em risco a realização no estádio de Wembley, em Londres, das meias-finais e final do Euro-2020, marcada para 11 de julho. Os jogos poderiam ser mudados para Budapeste onde os jogos decorrem com lotação total, como aconteceu no Hungria-Portugal.

 

«Faremos o que for preciso para proteger o país da pandemia. É, evidentemente, a nossa prioridade. Vamos falar com a UEFA e ver se podemos fazer adaptações, mas a saúde pública continua a ser a prioridade», disse.

 

O objetivo do executivo britânico era aliviar as restrições a 21 de junho, mas a propagação de casos devido à variante Delta levou o governo a decidir adiar novas medidas de desconfinamento até 19 de julho, ou seja, para lá da data da final. Tal deverá afetar as condições inicialmente pensadas para as meias-finais e finais na capital inglesa, nomeadamente a necessidade de quarentena.

 

«Compreendemos as pressões que o governo enfrenta, mas esperamos poder chegar a conclusão satisfatória nas conversações que temos tido. Há sempre um plano de contingência, mas confiamos que a última semana se celebre em Londres», referiu a UEFA - o tal plano de contingência será Budapeste.

 

Está previsto que Wembley receba, além de três jogos da fase de grupos, também dois dos oitavos de final, as duas meias-finais e a final, com a autorização até 22.500 espetadores na fase inicial, que poderá aumentar para metade da sua capacidade, na ordem dos 45.000 adeptos.

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias

Mundos