Recorde à vista na Premier League. Suplente da Seleção inglesa deverá ser o mais caro de sempre

Desporto 14:01

De acordo com notícia do jornal "Daily Mirror", avançada esta sexta-feira, o Aston Villa, clube com o qual Jack Grealish renovou o contrato em setembro de 2020, já terá mostrado disponibilidade para negociar o talentoso médio ofensivo, de forma a que o futebolista possa deixar o emblema de Birmingham nesta janela de transferências.

José Carlos Lourinho

É médio ofensivo, não é titular da Seleção inglesa que garantiu um lugar nos oitavos de final e tem um valor de mercado de 65 milhões de euros. Jack Grealish, que fez toda a carreira desde os sub-14 no Aston Villa poderá estar perto de inscrever o seu nome no topo do restrito grupo de jogadores que mais milhões renderam em transferências entre clubes da Premier League.

De acordo com notícia do jornal “Daily Mirror”, avançada esta sexta-feira, o Aston Villa, clube com o qual Jack Grealish renovou o contrato em setembro de 2020, já terá mostrado disponibilidade para negociar o talentoso médio ofensivo, de forma a que o futebolista possa deixar o emblema de Birmingham nesta janela de transferências.

A mesma notícia realça que o Manchester City já terá mostrado interesse em bater a concorrência, no sentido de garantir a contratação do médio, sendo que o negócio poderá ultrapassar largamente aquela que é a transação mais excêntrica de sempre na Premier League. Em agosto de 2019, o central inglês Harry McGuire trocou o Leicester City pelo Manchester United por 87 milhões de euros mas Jack Grealish poderá ser negociado por 117 milhões de euros (100 milhões de libras).

Caso se concretize, esta será, de longe, a maior transferência de sempre na Premier League. Entre os media ingleses, já existia a expectativa de que esse recorde pudesse ser batido mas que seria outro jogador a protagonizar essa mudança. Harry Kane, ponta-de-lança do Tottenham, já disse ao clube londrino que quer ser transferido e a concretizar-se, esse negócio poderá ser feito por valores semelhantes.

O médio, que tem sido sempre suplente no Euro2020 pela Inglaterra (contanto com nove internacionalizações), terá mostrado interesse em atuar na Liga dos Campeões e o facto do Aston Villa ter falhado a qualificação para as competições europeias, terá intensificado essa vontade do médio inglês nascido em Birmingham.

Ler Mais