AS Roma encerra primeiros nove meses da temporada com perdas de 108,3 milhões de euros

Desporto 31-05-2021 12:48

A dívida financeira líquida ajustada aumentou 40 milhões de euros em quatro meses, para 291,6 milhões de euros no final de abril, face aos 247,9 milhões de euros registados em dezembro

João Tereso Casimiro

O clube da capital italiana encerrou os primeiros nove meses da temporada 2020/21, com perdas de 108,3 milhões de euros, segundo informações avançados pelo jornal italiano “Il Sole 24 Ore”. O clube treinado por Paulo Fonseca no último ano, que já contratou José Mourinho para o substituir, tem um património liquido avaliado em 42,1 milhões de euros negativos.

A dívida financeira líquida ajustada aumentou em quatro meses 40 milhões de euros, para 291,6 milhões de euros no final de abril, face aos 247,9 milhões de euros registados em dezembro.

Do mesmo modo, a empresa Asr Media and Sponsorship S.p.A, braço digital da AS Roma, apresentou também o relatório do encerramento dos primeiros nove meses da temporada. Nele, a empresa gerou receitas de 17 milhões de euros, o mesmo valor de igual período do ano anterior. Apesar disso, os lucros caíram 459 mil euros, passando de 506 mil euros na temporada 2019/20 para 47 mil euros na temporada atual.

Há poucos meses, a equipa romana descartou a continuação das obras de construção de um novo estádio na zona de Tor Di Valle, no sudeste da capital italiana, por se tratar de uma obra “impossível de concretizar”.

Em agosto de 2020, o grupo norte-americano Friedkin adquiriu 86,6% das ações do clube por 600 milhões de euros do italiano James Pallota, dono do clube giallorossi desde 2012. Dan Friedkin, o dono da entidade, é CEO da Gulf States Toyota Distributors, o distribuidor norte-americano de veículos e peças Toyota.

José Mourinho vai ser o novo treinador da AS Roma na próxima temporada, substituindo o também português Paulo Fonseca que esteve no emblema italiano durante duas temporadas. José Mourinho regressa assim a Itália de onde saiu em 2010, depois de orientar o Inter de Milão.

Em comunicado, o diretor-geral da AS Roma, Tiago Pinto, afirma que José Mourinho é um dos melhores treinadores de sempre. “Ficámos impressionados com o desejo dele em vencer e pela sua paixão pelo futebol. Para ele, os troféus que conquistou ao longo da carreira não contam e está sempre focado no próximo”.

Ler Mais