Cristiano Ronaldo consegue pleno em Itália, repetindo Inglaterra e Espanha

Desporto 20-05-2021 08:22

Em 2018/19, na primeira época ao serviço da Juventus, o jogador luso ganhou a Serie A e a Supertaça, em 2019/20 replicou a vitória no campeonato e, na presente, perdida a competição principal, juntou agora a Taça de Itália à Supertaça transalpina.

Inês Pinto Miguel

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo completou hoje o pleno de conquistas internas em Itália, repetindo o que fez em Inglaterra e Espanha, com a vitória da Juventus na final da ‘Coppa’, face à Atalanta.

Após vencer tudo em Inglaterra, com três triunfos na Premier League, um na Taça de Inglaterra, outra na Supertaça e dois na Taça da Liga, pelo Manchester United (2003/09), e Espanha, onde ‘bisou’ na La Liga, Taça do Rei e Supertaça, pelo Real Madrid (2009/18), Ronaldo já o conseguiu em três épocas no ‘calcio’.

Em 2018/19, na primeira época ao serviço da Juventus, o jogador luso ganhou a Serie A e a Supertaça, em 2019/20 replicou a vitória no campeonato e, na presente, perdida a competição principal, juntou agora a Taça de Itália à Supertaça transalpina.

Nas duas primeiras épocas na Taça, a ‘Juve’ tinha caído nos quartos de final e na final, perdendo com Atalanta (0-3 fora) e Nápoles (2-4 nos penáltis, após 0-0 nos 90 minutos), respetivamente, mas agora ‘vingou-se’ da equipa de Bérgamo.

Em Inglaterra, o jogador luso arrebatou a famosa FA Cup logo na primeira temporada (2003/04), a Taça da Liga inglesa na terceira (2005/06), a Premier League na quarta (2006/07) e a Supertaça inglesa na quinta (2007/08).

Nas duas últimas épocas pelos ‘red devils’, ganhou ainda mais dois campeonatos e outra Taça da Liga inglesa. ‘Fora de portas’, arrebatou ainda a Liga dos Campeões, em 2007/08, e o Mundial de Clubes, em 2008/09.

Seguiram-se nove anos no Real Madrid, sendo que bastaram quatro para fazer o pleno: depois de ficar em ‘branco’ na primeira (2008/09), ganhou a Taça do Rei na segunda (2009/10), La Liga na terceira (2010/11) e a Supertaça na quarta (2012/13), estas três conquistas comandado pelo compatriota José Mourinho.

Nas últimas cinco temporadas pelos ‘merengues’, Ronaldo ganhou mais um campeonato espanhol, uma Taça do Rei e uma Supertaça.

Muito mais importante, foi o resto: quatro vitórias na ‘Champions’, mais três no Mundial de Clubes e duas na Supertaça Europeia, e o estatuto de melhor marcador do ‘maior’ clube do Mundo, com o impressionante registo de 451 golos em 438 jogos.

Depois de nove anos pelos ‘merengues’, Ronaldo, agora com 36 anos, ‘virou-se’ para Itália e, em três épocas, já tem o pleno de prova internas, mas nenhum sucesso na Liga dos Campeões, na qual a ‘Juve’ somou três eliminações prematuras.

Ler Mais