Black Bulls de Hélder Duarte empata; Ferroviário da Beira ameaça

Moçambola 29-08-2021 23:59
Por ALEXANDRE ZANDAMELA, Maputo

Ao que tudo indica, o frente a frente entre Associação Black Bulls e Ferroviário da Beira, já na derradeira fase, será uma verdadeira final do Campeonato Moçambicano de Futebol da 1ª Divisão. É que, depois de ter gozado de uma vantagem confortável na liderança da prova, a formação treinada pelo português Hélder Duarte, nesta segunda volta, abrandou o ritmo que lhe foi peculiar na primeira etapa do Moçambola.

 

Ora, à passagem da 19.ª jornada, o Black Bulls vê-se ameaçado pelos locomotivas do Chiveve, com uma diferença de apenas um ponto. E a equação para este resultado é simples: este domingo, enquanto os touros empataram (1-1) na recepção à União Desportiva do Songo, os beirenses ganharam categoricamente (3-0) diante do Ferroviário de Nampula, deixando a equipa do português Nélson Santos numa situação ainda mais complicada.

 

No Tchumene, terreno do Black Bulls, os donos da casa foram surpreendidos com um golo do malawiano John Banda, aos 33 minutos, tendo passado o resto da contenda atrás do prejuízo. Somente aos 90+1 é que Hélder Duarte, pelo menos, respirou de alívio, quando o nigeriano Ejaita, a sair de uma lesão que o afastou dos relvados durante duas semanas, assinou o tento da igualdade.

 

No caldeirão do Chiveve, o Ferroviário de Nampula conseguiu aguentar-se bem durante a etapa inicial. Só que, no reatamento, o furacão Ferroviário da Beira fez-se sentir em grande intensidade e demolidor para o seu adversário, com Mário Sinamunda, Fabrice e Mutong a assinarem os golos do triunfo da equipa de Akil Marcelino.

 

De surpresa em surpresa vai caminhando o novo primodivisionário Ferroviário de Lichinga, ora na firme na terceira posição. A turma de Antoninho Muchanga recebeu e venceu, no Estádio Municipal 1.º de Maio, a Associação Desportiva de Vilankulo por 2-1, reafirmando a excelente campanha que está a realizar no baptismo no Moçambola.

 

Outra formação a atravessar um óptimo período, após a troca do técnico Antero Cambaco por Artur Macassar, é o Ferroviário de Nacala. Na recepção ao Desportivo de Maputo – o Glorioso está sem eira nem beira – os verde e branco da capital económica de Nampula venceram por três bolas sem resposta, golos de Shelton, Soares e Dinis.

 

Na Soalpo, o Ferroviário de Maputo foi enterrar ainda mais o Textáfrica do Chimoio, triunfando por 2-1, enquanto o campeão Costa do Sol levou de vencida, no seu campo, o Matchedje de Mocuba por 1-0. Já a Liga Desportiva de Maputo foi a Xinavane derrotar o Incomáti por 1-0, colocando os açucareiros numa situação de verdadeira aflição.

 

Resultados da 18ª jornada

Black Bulls-UD Songo. 1-1                                       

Ferroviário da Beira-Ferroviário de Nampula, 3-0

Ferroviário de Lichinga-AD Vilankulo, 2-1

Textáfrica do Chimoio-Ferroviário de Maputo, 1-2

Costa do Sol-Matchedje de Mocuba, 1-0

Ferroviário de Nacala-Desportivo de Maputo, 3-0

Incomáti de Xinavane-Liga Desportivo de Maputo, 1-2

 

Classificação
Black Bulls 41 pontos
Ferroviário da Beira 39
Ferroviário de Lichinga 34
UD Songo 31
Ferroviário de Maputo 31
Costa do Sol 26
AD Vilankulo 24
Liga Desportiva de Maputo 24
Ferroviário de Nacala 24
Ferroviário de Nampula 18
Incomáti 17

Desportivo de Maputo 15
Matchedje de Mocuba 10
Textáfrica do Chimoio 8 

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos