Tsimanouskaya viajou para a Áustria, em busca de refúgio

JOGOS OLÍMPICOS 04-08-21 5:15
Por Redação

Continua a saga de Krystina Tsimanouskaya. A velocista, recorde-se, no domingo foi levada para o aeroporto de Tóquio de onde seria repatriada para Bielorrússia, mas conseguiu evitar a viagem, refugiando-se perto da polícia nipónica.

Depois de ter recebido um visto humanitário da Polónia, Tsimanouskaya partiu esta segunda-feira para a Áustria. Contudo, à chegada a Viena é expectável que viaje para Varsóvia, aceitando a ajuda do governo polaco. «O facto dela viaja para a Áustria foi uma decisão de segurança», revelou Vadim Krivosheyev, ativista bielorrusso, à Associated Press.

Alem de Tsimanouskaya, também o marido, que fugiu para a Ucrânia, recebeu um visto humanitário para viajar para a Polónia e juntar-se à mulher.