«Assusta-me um pouco jogar às 9 da manhã…»

JOGOS OLÍMPICOS 30-07-21 1:15
Por Redação

Apesar de reconhecer o maior favoritismo da Dinamarca, Paulo Jorge Pereira não escondeu a desilusão com a derrota (28-34) na quarta jornada do torneio olímpico. O selecionador de Portugal assumiu o maior poderio do adversário.

«Quando se perde é sempre negativo, mas estamos a falar de defrontar dos melhores que existem nesta modalidade. É um duelo difícil, mas acho que estivemos a lutar pelo jogo a maior parte do tempo. Existiu ali uma parte em que caiu mais para a Dinamarca, entendível porque estamos perante um grau de dificuldade superior em que temos de fazer tudo bem. Não podemos errar para ganhar a estas equipas», desabafou à RTP.

Quarto classificado no Grupo B, Portugal sabe que uma vitória diante do Japão, na última jornada agendada para a madrugada de domingo, será o suficiente para seguir em frente. Uma partida que vai ser disputada num horário pouco habitual para a realidade portuguesa.

«Nós aqui jogamos sempre para ganhar, tendo consciência que o empate poderá ser suficiente. A mim assusta-me um pouco jogar às 9 da manhã [1 hora da madrugada em Lisboa]com japoneses. Espero que todos consigam reagir bem, faz parte do calendário positivo e estamos a tentar fazer tudo mais cedo, tomar o pequeno-almoço às 6 da manhã para jogar às 9, para não sofrer tanto impacto num jogo-chave para nós», atirou, reiterando a ambição portuguesa: «Quem vem aos Jogos Olímpicos vem lutar por medalhas, agora só podemos pensar nisso quando passarmos esta fase. Tivemos muitos problemas de adaptação aqui, mas estamos melhor e toda a gente vai continuar a crescer».