Pai de Maguire saiu com costelas partidas e sem conseguir respirar dos incidentes em Wembley

INGLATERRA 14-07-21 12:7
Por Redação

O pai de Harry Maguire. central da seleção inglesa, ficou ferido nos incidentes ocorridos junto aos portões do estádio de Wembley, quando vários adeptos tentaram forçar a entrada, sem bilhete, para assistir à final  do Euro-2020 entre Inglaterra e Itália.

A notícia foi confirmada ao jornal The Sun pelo próprio futebolista, que contou que o pai, de 56 anos, ficou com várias costelas partidas e dificuldades respiratórias, depois de ter sido pisado pelas pessoas que o rodeavam. «Não foi uma experiência agradável, mas tive sorte, uma vez que desta vez, ao contrário de todas as outras, não tinha o meu sobrinho ou um dos meus dois filhos aos ombros», sublinhou o central.

Alan e o agente de Harry, Kenneth Shepherd, foram vítimas das cenas violentas que correram o mundo, quando se dirigiam para os lugares dedicados às famílias dos jogadores. «Espero que as pessoas aprendam com isso. O meu pai não conseguia respirar e acabou com costelas partidas, e eu não quero que ninguém passe por este tipo de problemas quando vai a um jogo de futebol. É certo que o meu pai continuirá a ir ver-me e apoiar-me nos encontros, mas agora estará muito mais conciente de tudo.»

O defesa do Manchester United pediu prudência e serenidade aos adeptos, que voltaram aos maus exemplos do passado. «Muita gente chegou aos seus lugares e já havia lá gente sentada. Isso provocou confrontos com as pessoas à medida que se lhes pedia para sairem do local. Ou seja, ainda podia ter sido pior», disse, antes de responder a uma questão muito específica, sobre se a Inglaterra estaria preparada para organizar um Mundial: «Temos de aprender, e acredito que o faremos.»