Águias contestam castigo a Rui Costa e apontam má-fé

BENFICA 08-05-21 6:0
Por Redação

O Benfica assumiu, através de comunicado, estado de indignação com o castigo de 16 dias aplicado a Rui Costa pela expulsão no clássico da passada quinta-feira, diante do FC Porto.Divulgando um vídeo do momento em que Rui Costa acabou por ser expulso pelo árbitro Artur Soares Dias, o clube da Luz considera que este não entrou sequer no relvado, tal como consta nas razões atribuídas para o castigo por parte do Conselho de Disciplina.«Para além disso, as palavras de Rui Costa não podem ser consideradas atentatórias da honra de qualquer elemento da equipa de arbitragem, da mesma forma que não podem sequer ser comparadas às ofensas recentes (e que são do conhecimento público) de outros protagonistas, com castigos, nalguns casos, iguais ou até inferiores ao que hoje se conheceu», contestam ainda no comunicado, que termina:«O Sport Lisboa e Benfica irá recorrer da decisão do Conselho de Disciplina, prometendo esgotar todas as possibilidades que impeçam que este escândalo – mais um – seja consumado.»

Eis o comunicado:

«O castigo de 16 dias de suspensão a Rui Costa, imposto pelo Conselho de Disciplina, é o mais recente capítulo da farsa em que se transformou a justiça desportiva no futebol português e que vem agravar a mancha irreparável que tem alastrado na temporada 2020/21.

Há duas razões, na argumentação utilizada, que servem de suporte à decisão hoje anunciada:

1 – "(…) Entrou no terreno de jogo cerca de 1 metro (…)"

2 – "(…) Isto é segundo amarelo, c… (…)"

Há um problema, desde logo, na base das 'razões' que sustentam a suspensão de Rui Costa. É que o nosso delegado ao jogo não entrou no relvado, tal como as imagens facilmente comprovam.

Este é o primeiro facto que indica a má-fé e a farsa que continuam a imperar nas decisões da justiça desportiva em Portugal.

Para além disso, as palavras de Rui Costa não podem ser consideradas atentatórias da honra de qualquer elemento da equipa de arbitragem, da mesma forma que não podem sequer ser comparadas às ofensas recentes (e que são do conhecimento público) de outros protagonistas, com castigos, nalguns casos, iguais ou até inferiores ao que hoje se conheceu.

Perante isto, o Sport Lisboa e Benfica assume um estado de indignação pela forma continuada como tem sido prejudicado e, até, provocado por quem deveria zelar pela transparência e pelo total cumprimento da verdade desportiva.

O Sport Lisboa e Benfica irá recorrer da decisão do Conselho de Disciplina, prometendo esgotar todas as possibilidades que impeçam que este escândalo – mais um – seja consumado.»